O fim do mundo como o conhecemos

7 de outubro de 2010 § 2 Comentários


Com a Feira de Frankfurt a todo vapor, mais do que nunca está em pauta a discussão sobre o futuro da literatura e o impacto do e-book nos rumos do mercado e naqueles que atualmente compõem a sua estrutura. Uma matéria do jornal britânico Independent de hoje discute mais a fundo alguns dos pontos que mencionei em meu post “O Futuro da Leitura: algumas questões”.
A propósito: o trocadilho do título (The end of the word as we know it/ The end of the world as we know it) é uma dessas impossibilidades de transposição tradutória – pelo menos num primeiro momento.
+++
Ontem, finalmente adquiri um Kindle. Tenho uma lista de motivos para justificar a minha aquisição – e não, não pretendo manter toda a minha biblioteca num dispositivo eletrônico. Assim que ele chegar, falarei mais.

Anúncios

Marcado:, ,

§ 2 Respostas para O fim do mundo como o conhecemos

  • Isabel disse:

    Huummm, acho que não vou comprar nunca… mas eu sou um pouco “Velho do Restelo”!

  • Daniela Pires disse:

    Eu prefiro os livros, sempre, Isabel. Mas, no meu caso, é uma questão de praticidade: tenho uma lista de leituras imensa, relacionadas a estudos, lazer, trabalho – não quero aumentar minhas estantes agora, portanto a potabilidade do Kindle será – talvez – uma benção. Outra: ler em português, reler clássicos, ler outros, enfim. Não é um brinquedo, no meu caso, é uma ferramenta de suporte. Mas vamos ver como tudo se desenrola.

    Um beijo,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento O fim do mundo como o conhecemos no O Pequeno Livro do Exílio.

Meta

%d blogueiros gostam disto: