Chegou aquela época do ano

10 de dezembro de 2010 § 1 comentário


(Images by © Daniela Pires, All Rights Reserved; Fotografias por © Daniela Pires, Todos os direitos reservados)

O silêncio foi decorrente da reta final de mais um trabalho, árduo, consumindo os dias e as minhas energias. Seria indecente eu dizer que não tive “tempo”, porque não é que trabalhe 15 horas por dia: não, são seis, sete no máximo. Mas são horas intensas, exigentes, exasperadoras, e quando acabo tudo que quero é sovar pão ou fazer guisado. Mudar o foco da existência.
Houve também a hibernação. Este tem sido o pior inverno desde que cheguei à ilha – pensei que o anterior tinha bastado, mas não. Todo este cansaço, frio, todas as mudanças súbitas de temperatura – do frio da cozinha para o calor do quarto, do calor do quarto para a geladeira que é o banheiro, da sala aquecida para o congelador a céu aberto que são as ruas – renderam-me olheiras e um resfriado que custa a passar.
Eu podia bem dizer que uma bandinha a tocar os christmas carols no supermercado ontem foi a gota d’água dessa melancolia invernal, mas respirei fundo e me lembrei que segunda-feira embarco por duas semanas para os trópicos. Chova, faça sol, não importa – são os trópicos, sem riscos de nevasca e geadas nesta época. Perdão aos fãs dos “natais brancos”, mas eu prefiro assim.
Bom Natal!

Anúncios

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para dezembro, 2010 em O Pequeno Livro do Exílio.