Japão

17 de março de 2011 § 4 Comentários

(© Daniela Pires, All Rights Reserved; © Daniela Pires, Todos os direitos reservados)

Este ano, bateu a urgência de ir ao Japão. Foi uma das minhas resoluções espontâneas – espontâneas porque não as faço – para 2011, e tenho testemunhas. Andei dizendo a todos que não gastaria com viagens pequenas a destinações de certa forma irrelevantes, e que, dada a efeméride que tenho para celebrar, o próximo destino tinha de ser o Japão. Cheguei a pesquisar os guias, ver o preço das passagens, toda a logística pré-viagem de que tanto gosto. Para aplacar esta saudade que sinto de um lugar que jamais visitei.
Porque pensar no Japão me traz a antecipação por alegrias serenas, prazeres estéticos, entre tantas outras coisas – uma jornada espiritual, e não no sentido deístico da expressão.
É claro que o meu discurso está imbuído de uma romantização que não corresponde à realidade integral daquele povo que, como qualquer outro, também tem rachaduras nos pilares da sua cultura; de um país onde há crime organizado e que é constantemente acusado de atrocidades ambientais, e todas as estas coisas sobre as quais ficamos sabendo nos noticiários. A verdade, talvez, seja que eu não queira ir ao Japão, mas ao meu Japão, mas que vá, de certa forma, encontrar ambos, e que eles irão se amlgamar. Pois é assim que amamos, apesar de tudo, não por platonismos.
Por enquanto, então, faz-se a pausa neste plano. Desde sexta-feira que eu sinto uma dor incômoda, que me fez chorar manso algumas vezes ao dia, quando penso nas pessoas, nos animais, em todos os que estão à deriva, famintos e feridos, num cenário de destruição, frio, hostil, envoltos nos vapores da morte, desconectados dos seus heróis. Na radiação, naqueles que estão, de macacões vedados, voluntariamente, arriscando-se a tentar evitar uma amplificação dessa tragédia. São tantos os clichés de um desastre, mas nem isso amortece o que sinto ou impede os lugares-comuns do meu discurso.
Falava disto com um amigo ontem, de como não me conformava com o pequeno apocalipse que aquela gente está enfrentando, e ele, num tom de brincadeira que empregamos quando não queremos pensar a fundo na dor, disse: “espere alguns dias e tudo volta ao normal.”
Não é bem assim, mas quando nos referimos aos japoneses, sabemos que é este o espírito: de resiliência, de construção, criação, da falta de autopiedade. Na fotografia que ilustra este post, tirada num passeio que fiz no sábado e que me fez pensar no Japão, há uma pequena crisália no galho da árvore que começa a florir. E eu penso que a reconstrução já começou, pois é inevitável, a única coisa a ser feita. É isto que nunca deixa de me assombrar, apesar de tudo.

Anúncios

§ 4 Respostas para Japão

  • Isabel disse:

    Dani, também senti esta sucessão de tragédias japonesas de forma muito intensa. O fascínio pelo Japão e pela cultura japonesa tem-se intensificado em mim. Tenho lido sobre o país em livros e blogs e a vontade de aprender com os japoneses é cada vez maior. Parece ser um povo que não desiste, que não baixa os braços, que não deixa que as adversidades destruam a harmonia que eles tanto procuram (e acham)nas pequenas coisas, nos arranjos de flores, nos jardins, etc.
    Uma viagem ao Japão, neste momento, para mim não é viável, mas um dia gostaria muito de ir até lá. Espero que o país supere todos estes desaires bem depressa e que tu possas concretizar o teu sonho de viajar até lá.
    Bj

    • Daniela Pires disse:

      Também não tenho como ir agora, mesmo que nada disto tivesse acontecido… Acho importante traçarmos metas para que haja foco e ação, ´por isso comecei a planejar. Um dia, querida, um dia vamos todos nós lá visitar o Japão.
      Beijos!

  • Horvallis disse:

    Oi Dani,
    Você expressou muito bem os meus sentimentos.
    Que dor e que tristeza !
    Acho os Japoneses admiráveis de coragem e calma.
    Beijocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Japão no O Pequeno Livro do Exílio.

Meta

%d blogueiros gostam disto: